Produção de livro digital na prática: formato ePub – experiências

Publicado: julho 29, 2011 em Uncategorized

Tenho produzido vários livros no formato ePub e a cada novo livro uma nova emoção.

Cada autor tem seu estilo, cada texto tem seu objetivo e o formato ePub, apesar da fama de ser limitado possibilita “brincar” um pouco com a formatação do livro. Agora com o ePub3 então, muita coisa poderá acontecer.

A questão principal não está no formato ePub e sim nos aparelhos que farão sua “leitura”. Sim, os aparelhos é que limitam as possibilidades do ePub.

O Kindle nem se fala, ele nem aceita esse formato. Uma pena, pois pelo que tenho lido, é o aparelho que possibilita o maior conforto no momento da leitura, aproximando-se, e muito, da leitura de um livro em papel (acreditem se quiserem).

O ideal em um ePub é que não tenha muitas imagens, pois o arquivo fica pesado e alguns e-readers não o importam para leitura. Tive essa experiência com o Aldiko. Baixei um livro bastante interessante sobre e-books em geral, porém com muita ilustração e vídeos. Fui, feliz e contente, importá-lo para meu Kyros, que tem o Aldiko como leitor e… ele não importou. Tentei de novo e nada. Mudei o nome do arquivo, nada. Não importou mesmo.

De que adianta um livro lindo, super colorido se o e-reader não tem capacidade para importá-lo, mesmo aceitando aquele formato?

Fiz o teste de importação para o meu iPad e funcionou perfeitamente. O iPad é “de outro mundo”. Só após adquirir um e ver com meus próprios olhos acreditei que quem tem um, não quer saber de mais nada… O iBooks é perfeito, por mais pobrezinha que seja a conversão do livro em ePub, no iBooks parece lindo.

Mas um profissional não pode fazer uma conversão acreditando que todos os leitores do seu formato terão um iPad! Até que ele seja produzido no Brasil e tenha um preço acessível, muita gente lerá num Kyros, por exemplo, que tem usa o Aldiko para leitura. Ou nem isso, a leitura será feita no seu Hiphone (aquele do paraguai), num Smartphone, enfim, várias possibilidades.

Então, para produzir ePubs é necessário pensar no seu mercado leitor. Quem não tiver um iPad será excluído da sua lista de clientes? Com certeza é a grande maioria. Por isso devem existir alternativas. Quem desenvolve ePubs tem que pensar nessas necessidades e antevê-las.

Anúncios
comentários
  1. jerusa disse:

    É isso ai, para todos os tipos de material, desde livro impresso até o digital, pensar no mercado leitor é uma das primeiras coisas que deve-se levar em conta!

  2. Beto Jannarelli disse:

    Oi, tudo bem? Gostei do seu blog como um todo e muito desse post, em especial. Mas fiquei com uma dúvida: você acha que o iBooks é perfeito, mesmo ele não lendo livros com DRM? Essa é uma grande questão pra mim. Um abraço!

  3. Adri, excelente texto. Temos que pensar sempre no leitor. É isso aí!

  4. Leandro disse:

    olá , é possível construir um epub a partir de um livro no papel? quais seriam os passos?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s